Presidente da Chapecoense diz que só vai se manifestar após ter todas as informações

Presidente da Chapecoense diz que só vai se manifestar após ter todas as informações
<p>A diretoria da Chapecoense se reuniu na tarde desta sexta-feira e está checando os emails do clube para verificar se encontra algum comunicado da Conmebol sobre a suspensão de três jogos de Luiz Otávio. As entrevistas sobre o assunto foram centralizadas no presidente, Plínio David de Nes Filho, mas ele ainda não vai dar declarações.</p><p>- Só vou me pronunciar quando tiver todas as informações, provavelmente amanhã (sábado) – afirmou, na tarde desta sexta-feira.</p><p>O clube alega ter recebido essa informação informalmente minutos antes do jogo contra o Lanús, na quarta-feira, na Argentina. A Chapecoense venceu por 2 a 1 mas o Lanús já entrou com pedido de reversão dos pontos na Conmebol. A entidade deu prazo até segunda-feira para o clube se defender.<br></p><p>A CBF</p><p>As duas entidades que ligam a Chapecoense à Conmebol, a CBF e a FCF, informaram que repassaram email ao clube, referente à suspensão. De acordo com a Confederação Brasileira de Futebol e a Federação Catarinense de Futebol, o comunicado foi repassado à Chape no dia 10 deste mês – mesmo dia do segundo jogo da Recopa Sul-Americana, ante o Atlético Nacional, em Medellín. <br></p><p>O e-mail constando o informe partiu da Conmebol para a CBF. A confederação nacional o encaminhou para o clube e também à federação do estado. </p><p>—  A CBF foi comunicada sobre a situação do jogador e, em atitude protocolar, encaminhou as informações à Federação Catarinense de Futebol (FCF), no dia 10 de maio – informou a assessoria de imprensa da CBF.<br></p><p>Fábio Nogueira, diretor de competições da Federação Catarinense de Futebol, afirmou também ter recebimento o e-mail – o mesmo endereçado à Chapecoense. A praxe de Nogueira é encaminhar a mensagem para o clube, ainda que tenha ciência que já tenha sido enviado pela CBF. O que fez no mesmo dia. </p><p>O documento enviado pela internet estava a determinação da pena imposta pelo Tribunal de Disciplina da Conmebol a Luiz Otávio. O zagueiro havia sido suspenso por três jogos pela expulsão diante do Nacional do Uruguai, no dia 27 de abril. Rossi também foi expulso mas pegou apenas um jogo de gancho</p><p>Por sinal, na mesma data do e-mail com as punições, os dois atletas não entraram em campo ante o Atlético Nacional, para que cumprissem as respectivas suspensões automáticas. </p><p>Ontem o vice-presidente jurídico da Chapecoense, Luiz Antônio Palaoro, disse que o clube não tinha recebido nenhuma mensagem, nem no dia 10, nem depois, até mesmo a segunda mensagem, encaminhada pela FCF. </p><p>— Nós tínhamos encaminhado a defesa dos jogadores no dia 5 de maio e depois não recebemos mais nenhuma informação. Por e-mail não conseguimos identificar nada. Vamos checar se é verdade a informação, pois o que sabemos até agora é que houve apenas um comunicado informal, dois minutos antes do jogo contra o Lanús — afirmou Palaoro.</p><p><br></p><p><b> Leia todas as notícias da Chapecoense </b></p><p><b> Chapecoense tenta se consolidar na elite do Campeonato Brasileiro </b><br></p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: DC

Loading...